(11) 3045-0292 | 3045-1978
comercial@trio.eng.br
 

Como evitar o desperdício no canteiro de obras

Home » Notícias » Como evitar o desperdício no canteiro de obras

O desperdício é algo a ser evitado em qualquer tipo de atividade. Nas obras, evitar esse tipo de coisa é ainda mais importante para garantir a produtividade, o prazo e o orçamento. Existem uma série de problemas que são causados pelo desperdício.

A construção civil é uma das maiores indústrias do mundo, sendo responsável por uma boa parte da economia gerada dentro de um país. Os números relacionados à construção civil são bastante expressivos. Mas com grandes valores, infelizmente, o desperdício da área também é grande.

Esse temido problema pode representar gastos excessivos de até 8% a mais em uma obra. E não estamos falando apenas dos materiais, mas também do desperdício de mão de obra, equipamentos e máquinas e até financeiro.

Tudo isso acumulado pode prejudicar consideravelmente o orçamento de uma construção, além de poder alongar a obra para muito além do prazo estipulado. Conheça mais sobre esse problema.

Desperdício no canteiro de obras

Para saber como evitar o desperdício, precisamos identificar onde ele é mais comum e como ele é caracterizado em cada área. Os principais tipos de desperdício em obras vêm das seguintes áreas:

Materiais

Mão de obra

Financeiro

Equipamento e maquinário

Desperdício financeiro

Vamos começar pelo desperdício mais comum e que mais preocupa os administradores: o de dinheiro. Esse desperdício pode acontecer em qualquer etapa da obra e ele está diretamente ligado com os outros itens da lista. Todos os outros desperdícios vão acabar causando perdas financeiras.

Já vale adiantar que a melhor maneira de evitar desperdício financeiro em obras é através de uma boa organização e planejamento de todos os pontos nessa lista.

Materiais

Essa é a área em que provavelmente há mais desperdício. O desperdício de materiais se caracteriza por qualquer entulho e resíduo que acaba sendo descartado. Claro, uma obra gera resíduos e existem até mesmo regras para lidar com esse tipo de sobra. Porém, muitas vezes os resíduos são gerados por conta de retrabalhos e erros durante a construção de algumas áreas.

A falta de atenção com as especificidades do projeto pode obrigar o uso de mais materiais para consertar prumos e alinhamentos, por exemplo. Por mais que possa parecer coisa pouca, esses pequenos desperdícios acabam como uma bola de neve, gerando altos custos no futuro.

Mão de obra

A mão de obra também pode gerar bastante desperdício. Primeiro temos a parte mais óbvia em que uma mão de obra não especializada está sujeita a cometer mais erros e consequentemente gastar mais materiais, entrando justamente no segmento que acabamos de explanar.

A ociosidade também é um problema grave nesse aspecto. Isso acontece quando os administradores colocam funcionários demais em um setor e eles acabam ficando ociosos, sem produzir de maneira correta.

Isso não só é um grave desperdício como pode comprometer bastante o prazo final de entrega da construção.

Desperdício de maquinário

O desperdício de maquinário acontece da mesma forma que o de mão de obra. Por erro administrativo, um equipamento pode ser alugado sem a real necessidade ou então com uso ínfimo. Às vezes, simplesmente por um cálculo errado em relação ao dia em que a máquina seria necessária, já é possível perder uma boa quantia em dinheiro.